Blog SAE Digital
o que e gestao escolar

O que é gestão escolar? Descubra se existe um modelo ideal

O sucesso de uma instituição de ensino está ligado a diversos fatores, como a gestão pedagógica, administrativa e as boas práticas de gestão. Assim, como já discutimos em outros posts, a gestão escolar é fundamental para a instituição atingir seus objetivos e atender cada vez melhor a comunidade. Por isso, entender de fato o que é gestão escolar é imprescindível, assim como a própria busca por um modelo ideal.

Pensando nisso, preparamos este post para você. Aqui vamos mostrar o que é gestão escolar e também vamos discutir se existe um modelo ideal. Ficou curioso? Confira esse texto!

O que é gestão escolar?

A gestão escolar é caracterizada pela otimização dos fluxos, processos e tarefas do cotidiano escolar que objetivam garantir a qualidade da educação, bem como a sustentabilidade da instituição de ensino.

Na realidade das escolas privadas brasileiras, a gestão escolar está concentrada, normalmente, na figura do diretor ou do mantenedor da instituição. Mesmo assim, o comum é que este processo seja compartilhado pela equipe pedagógica e por toda a comunidade escolar.

Dessa forma, o sucesso do processo de ensino-aprendizagem e da permanência da escola no meio educacional está ligado diretamente à forma com que ela é gerida e a como as boas práticas estão atreladas a essa gestão.  Assim, ao enxergar a importância de uma boa administração, gestores acabam por buscar um modelo ideal para seguir. Mas será que ele existe de fato?

Banner E-book O guia essencial do gestor escolar

Afinal, existe um modelo de gestão escolar ideal?

Muito se discute acerca dos modelos de gestão escolar na atualidade. Enquanto alguns prezam pela participação de toda a comunidade escolar, outros têm um enfoque no aspecto pedagógico e outros, no administrativo.

Apesar dos vários formatos, não há um modelo de gestão ideal. Quer saber o porquê? Separamos 3 motivos para você!

1.      A realidade escolar de cada instituição é diferente

Um primeiro motivo que nos mostra que não existe um modelo de gestão ideal são as diferentes realidades escolares que temos no país. E são as especificidades dessa realidade que, em grande medida, orientam a forma de gestão de cada instituição.

Localização, proposta pedagógica, tamanho do corpo docente, segmentos atendidos e número de alunos são algumas particularidades de cada escola que devem ser levadas em consideração na gestão escolar.

Por exemplo, duas escolas podem estar localizadas em um mesmo bairro e possuir características completamente diferentes. Enquanto uma é de pequeno porte e atende somente crianças da Educação Infantil, a outra é de grande porte e atende a todos os segmentos da educação básica.

Ou seja, a realidade escolar das duas é completamente diferente, o que implica em projetos pedagógicos, demandas administrativas, financeiras e gerenciais totalmente diferentes.

2.      Cada escola tem um PPP específico

Na realidade educacional brasileira, o Projeto Político Pedagógico (PPP) das escolas está atrelado diretamente à forma como a gestão escolar será conduzida. De acordo com o artigo 12 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB 9394/96):

Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as do seu sistema de ensino, terão a incumbência de: I – elaborar e executar sua proposta pedagógica. 

(LDB 9394/96)

Ou seja, é responsabilidade de cada escola realizar seu PPP de forma coletiva – com a colaboração da equipe pedagógica e da comunidade escolar – conforme prevê os artigos 13 e 14 da LDB.

Dessa forma, o PPP pode ser considerado a “alma” da instituição de ensino. No documento são definidos, de acordo com a realidade de cada escola, a proposta curricular, os objetivos, as metas, as diretrizes para formação continuada e as práticas da gestão administrativa.

Veja como montar o PPP de sua escola.

3.      O propósito de cada escola é único

É certo que a missão da escola é promover a educação de qualidade e formar os alunos com cidadania, responsabilidade e autonomia. E essa missão é comum para todas as instituições.

No entanto, a forma como esse objetivo será atingido e as estratégias que serão utilizadas são específicas de cada escola. Cada instituição de ensino tem um propósito que vai além do objetivo comum entre todas.

Portanto, cada instituição pode escolher seu público, segmento, metodologia, localização, proposta pedagógica, entre outras características. Por essas e outras particularidades, não há como existir um modelo de gestão escolar ideal que possa ser aplicado e replicado na sua totalidade.  

Conclusão

Nesse post vimos um pouco sobre o que é gestão escolar e também que não existe um modelo ideal para todas as instituições de ensino. Cada modelo de gestão é único e particular de cada escola, uma vez que cada uma tem estratégias específicas e objetivos a serem atingidos.

No entanto, existem alguns modelos mais populares, como a gestão participativa, que dá voz e envolve toda a comunidade escolar no processo de ensino-aprendizagem e na melhoria contínua da qualidade da educação. Mas vale ressaltar que são as especificidades de cada instituição que tornam a gestão escolar única.

Agora que você já sabe o que é gestão escolar e o porquê não existe um modelo ideal, conte para a gente como é a gestão em sua instituição. É só deixar seu comentário abaixo!

Fernanda Penteado

Jornalista. Apaixonada pelo mundo, cultura, tecnologia e educação.

2 comentários

  • A gestao realizada na EEEF MARILDA Nunes está fundamentada na democracia. Todos os segmentos se reúnem quando necessário para discutir o necessário para a Escola. Neste segundo semestre houve a discussão sobre os alunos que não se saíram bem na segunda avaliação saindo dos docentes uma proposta de resgate desses alunos Onde todos os professores fosse de qual discíplina deveria trabalhar a leitura, a escrita e a interpretação de texto. Foi observado pelos docentes qye o aluno fraco em matemática e demais matérias não tinha a habilidade de ler e interpretar textos. Essa deficiência e maior em alunos que chegam no sexto ano. Enquanto que a coordenadora ao e a direção chamam os pais desses alunos para informa – los do trabalho que está sendo feito e solicitar ajuda na frequência daquele aluno.

    • Olá, professora Ivanete! Tudo bem? Obrigada pelo comentário! Continue acompanhando o blog! 😉

Baixe gratuitamente todos os materiais da BNCC!