Blog SAE Digital
Livros didáticos sobre uma mesa

Livros didáticos na era da informação: por que a atualização é imprescindível para a escola do século XXI?

Graças à internet, o fluxo de informações e a facilidade com que chegam até nós deu um salto gigantesco nos últimos anos. Isso tem gerado grande impacto na forma com que os alunos chegam às salas de aula, sua interação com professores e com o conteúdo ensinado. Entretanto, muitas escolas ainda utilizam os clássicos livros didáticos, mantendo a expectativa de que seus estudantes aprendam da mesma forma que há 10, 15 ou 20 anos.

Com a dinâmica de informações que alcançam pais e alunos de forma quase instantânea, não tem como a escola, lugar de formação e construção do conhecimento, oferecer um material com conteúdos defasados. Por isso, elencamos 5 razões para pensarmos a necessidade de livros didáticos atualizados. Vamos conferir:

1. Planejamento e preparação de aula

Os professores gastam boa parte de seu tempo extraclasse em planejamentos e preparações de aula, muitas vezes necessitando pesquisar e desenvolver materiais extras para suprir o atraso dos livros didáticos utilizados em sala de aula.

Os livros didáticos devem ser uma ferramenta ideal para o professor executar seu ofício com maestria. Se pensarmos que essa ferramenta não se encaixa mais perfeitamente à sua função, tendo o professor que fazer adaptações constantes, o trabalho se torna penoso e mais difícil.

Por isso, um material com o conteúdo atual, pensado para trazer as informações mais assertivas e recentes, colabora no planejamento e na execução, poupando tempo e permitindo ao professor explorar junto aos alunos as atualidades relacionadas ao conteúdo, facilitando, inclusive, a interdisciplinaridade e o aprendizado.

Investir em um material didático atualizado é uma maneira de diminuir a carga de trabalho dos professores, aumentando a qualidade e o aproveitamento das aulas.

2. Engajamento dos estudantes pela aproximação e reconhecimento da própria realidade no livro

Um dos grandes desafios das escolas atualmente consiste em manter a atenção e o interesse dos alunos. Dentre outras causas, um ponto relevante é exatamente a falta de identificação do aluno com os livros didáticos.

Materiais defasados têm dificuldade de captar e cativar a atenção desse estudante, pois ele não reconhece no livro o reflexo de sua realidade e sua linguagem, tornando dificultoso o processo de ensino-aprendizagem.

Desta forma, a atualização do material didático vem a contribuir para o comprometimento desse aluno, pois tem a capacidade de compreender o contexto de inserção social do jovem e se comunicar mais efetivamente, transmitindo com mais assertividade os conteúdos necessários.

Como saber se o material didático da sua escola é realmente bom?

3. Diversificação das atividades e formação de senso crítico

Quando se retira do professor a responsabilidade de corrigir o descompasso dos livros didáticos com a realidade, sobra mais tempo para desenvolver atividades de formação de pensamento crítico, trazendo o aluno à reflexão sobre os acontecimentos recentes e seu impacto na sociedade e no meio onde vivem, possibilitando o desenvolvimento do indivíduo pensante, capaz de participar ativamente da construção do conhecimento.

Um material didático em consonância com o mundo moderno abre as portas e janelas da informação, desengessando as práticas em sala de aula e permitindo ao docente engajar seus estudantes, partindo do princípio que esses também são detentores dessa informação, difundida pelos mais diversos meios de comunicação, e podem contribuir com o desenvolvimento do aprendizado.

4. Melhora no desempenho em vestibulares e ENEM

É cada vez mais comum e praticamente regra nas provas de vestibulares, principalmente no ENEM, a cobrança das atualidades atreladas ao conteúdo.

Por isso, é necessário que o material didático acompanhe as tendências dessas provas, o que só pode ocorrer de forma efetiva caso os conteúdos dos livros sejam atualizados com frequência, de preferência anualmente.

Além de serem mais efetivos na entrega de estatísticas e dados dos acontecimentos recentes interligados ao conteúdo (como demografia, migrações, catástrofes etc.), os livros didáticos atualizados permitem a abordagem das últimas provas dos principais vestibulares e do ENEM, a partir de uma análise dos assuntos cobrados, proporcionando ao estudante na fase final da educação básica uma preparação mais robusta e facilitada para a entrada no ensino superior.

5. Acompanha as atualizações nas diretrizes e na legislação da educação básica

O exemplo mais recente é a atual reforma da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), que vai gerar diversas mudanças de parâmetros nos conteúdos, aos quais os livros didáticos terão um período para se adequar.

Mas, quando tratamos de um material atualizado constantemente, não há problema quanto a essas alterações, já que a revisão dos conteúdos permite que eles sejam adequados quase instantaneamente, poupando a escola da preocupação quanto ao prazo e à viabilidade, além dos custos de uma atualização não programada.  

Os seus livros didáticos atendem às necessidades dos seus alunos? Como a sua escola poderia aproveitar as facilidades de um conteúdo atualizado? 

Inscreva-se na nossa Newsletter se quiser receber mais conteúdos como este.

banner infografico

Daniela Coraiola

Advogada e atriz curitibana, convicta de que só a educação pode transformar a realidade.

Adicionar comentário