Blog SAE Digital
gamificação na educação

Gamificação na educação: o que é e como pode ser aplicada

Atualmente, os jogos digitais estão, cada vez mais, inseridos no cotidiano das pessoas e nas mais diferentes esferas da sociedade. São vários os setores que estão incluindo os games em sua rotina. E nas escolas não poderia ser diferente! Mas como será que funciona a gamificação na educação?

Antes de nos aprofundarmos neste processo, vamos entender um pouco mais como o mundo dos games se caracteriza em nosso país. De acordo com a Pesquisa Game Brasil 2018, 75,5% dos brasileiros são adeptos aos jogos eletrônicos, sendo que as plataformas mais utilizadas por eles são: celulares/smartphones (84%),  console (46%) e  computador (45%).

Nesse sentido, não só os games, mas a gamificação na educação se torna uma grande aposta do século XXI e uma grande aliada no processo de ensino-aprendizagem.

Você já sabe o que é gamificação e como ela pode ser aplicada em sala de aula? Nesse post explicamos tudo o que você precisa saber sobre ela. Vamos conferir?

O que é gamificação?

Afinal, o que é gamificação? A palavra se origina do termo, em inglês, gamification, que significa, segundo Luciane Maria Fadel e Vania Ribas Ulbricht:

“a aplicação de elementos de jogos em atividades de não jogos. Assim, embora a palavra tenha sido utilizada pela primeira vez em 2010, a gamificação tem sido aplicada há muito tempo. Na educação, por exemplo, a criança podia ter seu trabalho reconhecido com estrelinhas (recompensa) ou as palavras iam se tornando cada vez mais difíceis de serem soletradas no ditado da professora.”

(Luciane Maria Fadel e Vania Ribas Ulbricht)

Ou seja, a gamificação é baseada na utilização de elementos de jogos digitais (avatares, desafios, rankings, prêmios etc.) em contextos diferentes da sua proposta original.  Essa prática ainda conta com a presença constante das características inerentes ao jogo como a competição, os feedbacks instantâneos, a evolução e a recompensa (premiação).

Veja como montar o PPP de sua escola.

Quais são os principais benefícios?

A utilização da gamificação na educação oferece inúmeras vantagens no processo de ensino-aprendizagem, principalmente no que se refere à superação do desinteresse dos estudantes em sala. Preparamos uma lista com os principais benefícios da gamificação na educação. Vamos conferir?

  • Maior interação social e maior participação dos alunos em sala.
  • Aulas mais dinâmicas.
  • Desenvolvimento da criatividade, autonomia e colaboração.
  • Promoção do diálogo.
  • Alunos mais engajados, curiosos e motivados.
  • Maior absorção e retenção do conteúdo.
  • Estimulo ao protagonismo e na resolução de problemas.
  • Aprendizado ocorre de forma lúdica.
  • Melhora de resultados e desempenho.
  • Desenvolvimento de competências socioemocionais.

Além dos benefícios listados acima, a gamificação também pode ser uma oportunidade de aproximar os pais da realidade escolar de seu filho. Segundo a Pesquisa Game Brasil 2018, 98,1% dos pais que se consideram gamers jogam com seus filhos e 79,8 dos que não se consideram gamers jogam com eles.

Então, está aí uma oportunidade de estreitar a relação entre família e escola. Você já tinha pensado nesse potencial da gamificação na educação?

Qual é a melhor forma de incluir a gamificação na educação?

Explorar a gamificação na educação a partir de dinâmicas com missões ou desafios, ou até mesmo recompensas para os estudantes é uma das soluções para incluí-la no processo de ensino-aprendizagem em sua escola.

Você sabe como traçar uma estratégia educacional gamificada? Confira abaixo 11 passos propostos por Lynn Alvez, Marcelle Silva e Marcelo Diniz para o professor implementar essa estratégia:

  • Interaja com os games e vivencie a lógica dos games.
  • Conheça seu público (faixa etária, hábitos e rotina).
  • Defina o escopo (áreas do conhecimento, tema, competências…).
  • Compreenda o problema e o contexto.
  • Defina a missão/objetivo (verifique se ela é clara e mensurável).
  • Desenvolva a narrativa do jogo (qual história você quer contar).
  • Defina o ambiente/a plataforma (onde o jogo vai acontecer? Na sala? Em um ambiente virtual?).
  • Defina as tarefas e a mecânica (crie regras).
  • Defina os sistemas de pontuação (qual será a recompensa? Como será feito o ranking?).
  • Defina os recursos (planeje a agenda de ações e os materiais/recursos necessários).
  • Revise a estratégia.

Outra opção é firmar uma parceria com um Sistema de Ensino, com materiais didáticos hiperatualizados e tecnologia educacional relevante. Nesta parceria, a escola, além de ter o suporte da assessoria pedagógica para implementar essa prática pedagógica, também conta com a presença dos games dentro dos materiais didáticos!

O que achou das dicas? Conte para a gente como a gamificação na educação está presente em sua instituição de ensino. Deixe um comentário abaixo!

Quer saber mais sobre Tecnologia Educacional, por que utilizar e como implementar na sua instituição de ensino? Leia o nosso super post e saiba tudo sobre o assunto!

Fernanda Penteado

Jornalista. Apaixonada pelo mundo, cultura, tecnologia e educação.

Adicionar comentário

Baixe gratuitamente todos os materiais da BNCC!