Blog SAE Digital
dicas para o enem

Dicas para o Enem: saiba como preparar seus alunos em sala de aula

Todos os anos, milhões de estudantes realizam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todo Brasil. E desde o começo do ano a preparação acontece nas escolas e nos cursinhos. Além das aulas de preparação e a resolução de provas anteriores, muitos alunos buscam com seus professores, na internet, em revistas e livros dicas para o Enem.

A cada ano mais instituições de Ensino Superior utilizam o Enem em seus processos seletivos. Algumas utilizam o exame como única forma de ingresso, enquanto outras somam o resultado às notas do seu próprio vestibular.

Além de garantir a entrada na universidade, o Enem pode ser usado de outras formas. Por isso, é fundamental que os estudantes participem   e se preparem para a prova.

Nos dois dias de prova os inscritos terão que produzir uma redação e responder à 180 questões divididas em quatro provas objetivas: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias.

Levando em conta a preocupação das escolas e dos estudantes com o preparatório do exame, separamos para você algumas dicas para o Enem 2018. Quer saber como preparar seus alunos em sala de aula? Continue lendo esse post! Vamos lá?

Explique como funciona o Enem

Pode até parecer repetitivo, mas é essencial que os professores expliquem para seus alunos como é o funcionamento da prova do Enem.  Mesmo com a publicação do edital e com inúmeras notícias sobre o exame, muitos acabam não lendo e ficam com dúvidas.

As dúvidas são variadas: tempo para realizar a prova, número de questões, horário de abertura e fechamento dos portões, entre outras. Nessa última, a atenção deve ser redobrada. Afinal, garanto que você não quer que o aluno de sua escola vire um meme do Enem. Por isso, não custa nada reforçar algumas orientações e dicas para o Enem, não é?

Dias de prova

As provas do Enem 2018 serão aplicadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. No primeiro dia de exame os estudantes realizarão as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Para isso, eles terão cinco horas e trinta minutos.

Já no segundo dia, serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, e Matemática e suas Tecnologias. Nesse dia, os estudantes terão cinco horas para resolver as questões.


Horários

Você não quer ver seus alunos entre os memes do Enem, não é? Portanto, reforce os horários de abertura e fechamento dos portões. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), organizador do exame, os horários são os seguintes:

  • 12h – Abertura dos portões.
  • 13h – Fechamento dos portões.
  • 13h a 13h30 – Procedimentos de segurança na sala de prova.
  • 13h30 – Início das provas.
  • 19h – Término das provas (primeiro dia).
  • 18h30 – Término das provas (segundo dia).

Todo esse cronograma é realizado pelo Horário de Brasília e, na época do Enem, o Horário de Verão estará vigente. Portanto, a orientação dos organizadores é chegar com antecedência.

Como posso usar meu resultado?

Deixe claro a importância da prova e como seu resultado pode ser utilizado. Os participantes do Enem podem utilizar seus resultados para ingressar no Ensino Superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e Programa Universidade Para Todos (Prouni).

Além disso, com a nota do Enem os estudantes podem ingressar em faculdades em Portugal e também ter acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Segundo o Inep, o Enem também promove o desenvolvimento pessoal do participante. Ou seja, seu resultado possibilita a autoavaliação, continuidade de sua formação e inserção no mercado de trabalho.

Outra possibilidade do Enem é viabilizar estudos e indicadores que permitam o aperfeiçoamento do ensino e a melhoria da educação brasileira.

banner_horizontal_questoesENEM

Como preparar seus alunos para o Enem?

Além de relembrar os alunos de sua escola das orientações básicas para realizar a prova, separamos outras dicas para o Enem que podem ser trabalhadas em sala de aula. Vamos conferir?

Trabalhe de forma interdisciplinar

Uma das principais características da prova do Enem é a presença da interdisciplinaridade em suas questões. É  comum ver alunos se perguntando, por exemplo, na prova de Ciências Humanas a qual matéria determinada questão se refere.

Isso acontece por que o conteúdo das provas do Enem é definido pelas Matrizes de Referência de cada uma das áreas de conhecimento de acordo com suas competências e habilidades específicas.

Por isso, durante as aulas, contextualize os conteúdos e os relacione com outras disciplinas. Se possível, mostre para seu aluno a aplicabilidade daquilo que está sendo ensinado, principalmente em matérias como matemática e física.

Dê uma atenção especial a redação

No Enem, por conta da Teoria da Resposta ao Item (TRI), essa é a única prova na qual os estudantes podem alcançar, de fato, a pontuação máxima. Além de escrever bem, para atingir a nota 1000 é necessário ter uma boa capacidade argumentativa, ser interdisciplinar e  estar por dentro das atualidades.

Dessa forma, é importante que o aluno não se dedique somente às provas objetivas, mas que tenha em seu planejamento um tempo para trabalhar com a redação do Enem. Mas como a escola pode ajudar?

Além da produção de textos em sala, o professor pode ver a possibilidade de estabelecer um momento no contraturno escolar para trabalhar a redação de forma mais específica. Este momento pode ser dedicado especialmente para que a redação do Enem seja trabalhada de maneira mais aprofundada, e para  que os alunos possam tirar suas dúvidas.

Promova debates com seus alunos

Uma forma de trabalhar com as atualidades e de melhorar a argumentação de seus alunos é promovendo debates, levando em consideração as principais temáticas buscadas pelo Enem. Separamos abaixo as temáticas de redação do Enem de 2010 a 2017. Confira!

  • 2017: “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”.
  • 2016: “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” e “Caminhos para combater o racismo no Brasil”.
  • 2015: “A persistência da violência contra a mulher no Brasil”.
  • 2014: “Publicidade infantil em questão no Brasil”.
  • 2013: “Lei Seca no Brasil”.
  • 2012: “Movimento imigratório para o Brasil no século 21”.
  • 2011: “Viver em rede no século 21 – os limites entre o público e o privado”.
  • 2010: “O trabalho na construção da dignidade humana”.

Que tal propor debates com essas temáticas? Além disso, não deixe de verificar e propor outros temas atuais para a discussão. 

Faça simulados!

Além de incluir nas provas questões no estilo do exame, outra dica para o Enem é a promoção simulados para os alunos se prepararem para o dia oficial. Os simulados do Enem treinam diversos aspectos, como o tempo para responder as questões, a vivência da dinâmica das provas e é um momento em que eles podem ganhar mais segurança e confiança para o dia oficial.

Por meio dos simulados, a escola deve propiciar, não só um momento para treinar o ‘como fazer a prova’, mas também as regras do exame. Portanto, para ter um melhor resultado, é importante seguir todas as regras de aplicação de prova do Enem:  a pontualidade, o horário de começo e fim, e o tempo de prova.

Confira o edital completo no site do Enem.

Seja parceiro de um Sistema de Ensino!

Ser parceiro de um Sistema de Ensino traz inúmeros benefícios para a sua escola. Como já falamos no blog, no preparatório do Enem não é diferente. Além do material didático padrão do Ensino Médio, um Sistema de Ensino pode oferecer um caderno específico com questões do Enem e pode, também, promover  simulados.

O que achou das dicas para o Enem? Você tem mais alguma? Compartilhe com a gente!

Banner-1-Sistema-de-ensino

Fernanda Penteado

Jornalista. Apaixonada pelo mundo, cultura, tecnologia e educação.

Adicionar comentário

Baixe gratuitamente todos os materiais da BNCC!