Blog SAE Digital
Adolescentes na escola utilizando tecnologia. BNCC e mudanças no Ensino Fundamental.

BNCC: conheça as principais mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais

A chegada da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) às escolas públicas e privadas deve trazer mudanças significativas tanto para as práticas em sala de aula quanto para os materiais didáticos, para a preparação dos docentes e para a gestão das instituições de ensino em todo o país. A partir de 2019 o documento já passa a valer para as etapas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, e deve estar 100% implementado nas escolas até 2020.

Neste post, vamos conhecer as principais mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais com a chegada da BNCC com o objetivo de auxiliar a sua escola nesse período de transição. Vamos ler?

Ensino Fundamental – Anos finais

O Ensino Fundamental é caracterizado por ser a etapa mais longa da Educação Básica (9 anos). Durante esta fase, os alunos passam por muitas mudanças relacionadas ao seu desenvolvimento físico, emocional, social, à sua capacidade cognitiva e à sua rotina dentro e fora da escola. O Ensino Fundamental atende desde crianças com 6 anos de idade a adolescentes com 14 anos de idade. É um período de grandes transformações!

Para abranger as competências e habilidades a serem desenvolvidas durante essa fase tão complexa, divide-se a etapa do Ensino Fundamental entre os Anos iniciais (1º ao 5º Ano) e os Anos finais (6º ao 9º Ano). A abordagem pedagógica nessas duas etapas apresenta várias características comuns. Nos Anos finais do Ensino Fundamental, no entanto, ela se direciona cada vez mais para a intenção de despertar a autonomia e o protagonismo dos estudantes, preparando-os para o ingresso no Ensino Médio.

“Decodificando” a BNCC

Competências gerais

Uma das principais mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais – e ao longo de toda a Educação Básica – conforme a proposta da BNCC, é a definição de um conjunto de 10 competências gerais. As competências gerais são a “mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho.” (BNCC)

Elas mantêm-se as mesmas da Educação Infantil ao Ensino Médio, mas se desdobram ao longo de cada uma dessas etapas da educação em diferentes direitos de aprendizagem, campos de experiência, unidades temáticas, objetos de conhecimento e habilidades específicas, adequando-se às particularidades de cada fase do desenvolvimento dos estudantes.

Se quiser saber mais sobre as competências gerais da BNCC, clique aqui!

Áreas do conhecimento e componentes curriculares

Enquanto na Educação Infantil a abordagem pedagógica fala em campos de experiência, direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento, a partir do Ensino Fundamental a estrutura da Base Nacional Comum Curricular é organizada em grandes áreas do conhecimento e seus respectivos componentes curriculares (anteriormente conhecidos como matérias ou disciplinas). Cada área e componente curricular possuem competências específicas, articuladas às dez competências gerais.

Você sabe quais são as áreas do conhecimento e os componentes curriculares para os Anos finais do Ensino Fundamental? Confira!

Área de Linguagens
  • Língua Portuguesa
  • Arte
  • Educação Física
  • Língua Inglesa*

*A inclusão da Língua Inglesa como componente curricular obrigatório é uma das mais importantes mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais.

Área de Matemática
  • Matemática
Área de Ciências da Natureza
  • Ciências
Área de Ciências Humanas
  • Geografia
  • História
Área de Ensino Religioso
  • Ensino Religioso

Unidades temáticas

Entre as mais significativas mudanças no Ensino Fundamental, está a organização de todo o conteúdo em unidades temáticas. Para facilitar a compreensão dos conceitos colocados pela BNCC, vamos usar como exemplo uma das unidades temáticas presentes no componente de Geografia: “O sujeito e o seu lugar no mundo”. Esta mesma unidade temática está presente do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. A cada etapa, no entanto, ela se relaciona com diferentes objetos de conhecimento e habilidades, como veremos a seguir.

Objetos de conhecimento

Os objetos de conhecimento podem ser entendidos como os principais conteúdos, conceitos e processos que serão trabalhados dentro de cada unidade temática. Vamos compreender melhor essa relação utilizando o mesmo exemplo do tópico anterior.

Dentro da unidade temática “O sujeito e o seu lugar no mundo”, um aluno do 1º ano deve trabalhar com os objetos de conhecimento “O modo de vida das crianças em diferentes lugares” e “Situações de convívio em diferentes lugares”. Enquanto isso, dentro da mesma unidade temática, um estudante do 9º ano trabalhará objetos de conhecimento mais complexos, como “A hegemonia europeia na economia, na política e na cultura” e as “Corporações e organismos internacionais”.

Habilidades

Por fim, as habilidades são as aptidões que o estudante irá desenvolver no estudo de determinado objeto de conhecimento. Retomando o nosso exemplo anterior, ao estudar “O modo de vida das crianças em diferentes lugares”, o aluno do 1º ano deverá ser capaz de “descrever características observadas de seus lugares de vivência (moradia, escola etc.) e identificar semelhanças e diferenças entre esses lugares” (EF01GE01) e “identificar semelhanças e diferenças entre jogos e brincadeiras de diferentes épocas e lugares.” (EF01GE02)

O aluno do 9º ano, por sua vez, ao estudar “a hegemonia europeia na economia, na política e na cultura”, irá desenvolver a sua habilidade de “analisar criticamente de que forma a hegemonia europeia foi exercida em várias regiões do planeta, notadamente em situações de conflito, intervenções militares e/ou influência cultural em diferentes tempos e lugares”. (EF09GE01)

Clique aqui para saber mais sobre as habilidades da BNCC.

Esses conceitos ficaram mais claros agora? Organizada dessa forma, a nova estrutura proposta pela BNCC permite que um mesmo tema seja retomado e aprofundado, trabalhando com a construção de conhecimentos mais complexos e com o desenvolvimento de novas habilidades ao longo dos Anos iniciais e finais do Ensino Fundamental.

A transição entre os Anos iniciais e finais do Ensino Fundamental

Uma preocupação comum a todos os profissionais da educação são os momentos de transição presentes ao longo da Educação Básica. Na transição entre os Anos iniciais e finais do Ensino Fundamental essa preocupação vem principalmente da mudança do professor generalista para o professor especialista, que representa para os estudantes uma evolução significativa no nível de exigência.

Para que essa transição aconteça de forma mais natural possível, a recomendação da BNCC é que escolas e redes de ensino realizem, com base no documento, as adaptações necessárias – especialmente nos currículos do 5º e 6º ano – evitando assim uma grande ruptura no processo de aprendizagem.

Destaques e principais mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais

Com a implementação da BNCC, as principais mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais vêm da necessidade de desenvolver, dentro das instituições de ensino, os conhecimentos, as habilidades, as atitudes e os valores essenciais para o século XXI.

As mudanças próprias dessa fase da vida implicam a compreensão do adolescente como sujeito em desenvolvimento, com singularidades e formações identitárias e culturais próprias, que demandam práticas escolares diferenciadas, capazes de contemplar suas necessidades e diferentes modos de inserção social.

(BNCC)

Esse entendimento do adolescente como sujeito em desenvolvimento (evidenciada tanto pela BNCC quanto pelas Diretrizes Curriculares Nacionais) enfatiza a necessidade de a escola e o profissional da educação buscarem compreender e dialogar com as formas particulares de expressão dos estudantes nesta etapa de ensino. Isso se relaciona, especialmente, com o envolvimento com a cultura e a comunicação nos meios digitais – mas na verdade vai muito além disso.

Confira a seguir quais são os destaques e as principais mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais!

Tecnologia e cultura digital

A tecnologia permeia todo o documento da Base Nacional, aparecendo desde as competências gerais para a Educação Básica até o desenvolvimento das habilidades específicas a cada componente curricular. Especialmente nos Anos finais do Ensino Fundamental, é essencial olhar para a tecnologia e para as particularidades da cultura digital como mais uma forma de criar conexões com os adolescentes das novas gerações.

É importante que a instituição escolar preserve seu compromisso de estimular a reflexão e a análise aprofundada e contribua para o desenvolvimento, no estudante, de uma atitude crítica em relação ao conteúdo e à multiplicidade de ofertas midiáticas e digitais. Contudo, também é imprescindível que a escola compreenda e incorpore mais as novas linguagens e seus modos de funcionamento, desvendando possibilidades de comunicação (…).

(BNCC)

Protagonismo juvenil

O termo “protagonismo” aparece inúmeras vezes ao longo da BNCC do Ensino Fundamental – Anos finais. A intenção evidenciada aqui é que a escola proporcione um ambiente, projetos e práticas pedagógicas favoráveis para que o adolescente desenvolva cada vez mais a sua autonomia. Essa autonomia vale tanto para a administração dos seus próprios estudos, quanto para a sua atuação em sociedade e para a construção do seu projeto de vida.

Projeto de vida

Nos Ensino Fundamental – Anos finais começa a aparecer de forma mais evidente a definição de projeto de vida dos estudantes, que será trabalhada de modo mais aprofundado ao longo do Ensino Médio.

(…) a BNCC propõe a superação da fragmentação radicalmente disciplinar do conhecimento, o estímulo à sua aplicação na vida real, a importância do contexto para dar sentido ao que se aprende e o protagonismo do estudante em sua aprendizagem e na construção de seu projeto de vida.

(BNCC)

Como você vê as mudanças no Ensino Fundamental – Anos finais? A sua escola e o seu Sistema de Ensino já estão preparados para a chegada da BNCC? Deixe um comentário!

Quer saber mais sobre a BNCC e sua implementação nas escolas? Leia o nosso super post  e saiba tudo sobre o assunto! 

Fernanda Andreazzi

Publicitária com um pé no jornalismo e outro no design. Apaixonada por livros e educação.

10 comentários

  • Boa tarde! Ainda estou com uma dúvida, meu filho está no 9° ano, e tem duas semanas que ele está tendo aulas de física no lugar de ciências. Segundo a direção da escola ele voltará a ter ciências mais adiante,no momento terá aula de física e todas avaliações serão junto com ciências, ou seja, a nota dele em física será adicionada em ciências. Sinceramente não entendi!! Pra mim são disciplinas diferentes, não entendo porque razão as notas de física serão adicionadas em ciências. Se puder me esclarecer te agradeço.

    • Olá, Silvana! Para o Ensino Fundamental, a BNCC não prevê a existência dos componentes de Física, Química ou Biologia – apenas de Ciências. Os conhecimentos relacionados a cada um desses componentes continua presente nesta etapa, já que todas as aprendizagens relacionadas ao componente de Ciências se dividem em 3 unidades temáticas: Matéria e energia, Vida e evolução e Terra e universo. Muda apenas a organização curricular, para que esses conhecimentos sejam distribuídos em todos os 9 anos do Ensino Fundamental. Neste momento de transição para a BNCC, cabe a cada escola definir a melhor maneira de fazer essa organização, para que os seus alunos não sejam prejudicados. Sugiro que procure a coordenação de sua escola para compreender melhor a organização que está sendo proposta 😉

  • Adorei o conteúdo, de fácil entendimento e me ajudou bastante. Vou utilizar na minha prática pedagógica. Parabéns.
    Maristela oliveira de Souza.
    Santana BA.

  • Parabéns Fernanda por esse seu trabalho investigativo. Ele resume de maneira espetacular a BNCC anos finais.

    • Que bom que gostou do texto, Rafael 🙂 Continue acompanhando o blog para mais novidades sobre a BNCC!

Baixe gratuitamente todos os materiais da BNCC!